Centro de Recursos

Este centro tem como objetivo fornecer informações úteis e relevantes a qualquer pessoa que trabalhe para apoiar o crescimento da indústria de energia renovável da África Subsariana. Nele pode encontrar notícias e publicações da REPP, além de hiperligações para um conjunto de conteúdos externos e outros recursos cuidadosamente selecionados.

PERGUNTAS FREQUENTES

O que é a REPP?

A Plataforma de Performance de Energia Renovável (REPP) visa mobilizar a atividade de desenvolvimento do setor privado e investimento em projetos de energia renovável de pequena e média escala (normalmente, até 25MW, mas até 50MW para projetos eólicos) na África Subsariana.

A REPP trabalha com prestadores de serviços e financiadores — os nossos parceiros — para ajudar projetos a serem criados, adaptando adequadamente uma gama de produtos e serviços para cada projeto. Estes incluem o fornecimento de capital e apoio na fase de desenvolvimento, facilitar o acesso a instrumentos de mitigação de risco e empréstimos a longo prazo dos parceiros da REPP, e várias formas de financiamento para ajudar chegar ao encerramento financeiro dos projetos.

Como me candidato a apoio da REPP?

A melhor maneira de solicitar apoio da REPP é preencher o formulário de candidatura online no site da REPP. Se tiver alguma dúvida, envie um e-mail para info@camco.energy

O que devo esperar em termos do processo para obter apoio da REPP?

O apoio da REPP é proporcionado em forma de um processo com várias fases:

Origem e elegibilidade

O diretor da REPP debate a proposta do projeto com o promotor e é feita uma avaliação de elegibilidade, potencialmente levando a uma carta de compromisso assinada.

Proposta

As equipes de projeto da REPP decidem o futuro da candidatura e se a apresentam ao Comité de Investimentos (CI) da REPP através de um memorando conceitual. Em caso afirmativo, é apresentado um documento completo da proposta e apresentado para uma sessão de perguntas e respostas.

Folha de termos

Se o CI recomendar progredir com o projeto, é acordada uma folha de termos provisória com o promotor e apresentado um memorando completo ao CI.

Acordo de financiamento

KYC e a diligência prévia têm início e é preparado um acordo preliminar de financiamento e acordado juntamente com um conjunto de condições precedentes. Se a proposta for aprovada pela CI, será encaminhado para o Conselho de Administração para decisão final. Quando as condições precedentes são cumpridas, os fundos são desembolsados de acordo com o faseamento acordado.

Apoio e monitorização contínuos

A equipa do projeto da REPP dá um apoio contínuo conforme necessário e requisita informação para fins de monitorização e avaliação.

Quais são os critérios de elegibilidade?

A REPP pode apoiar todos os projetos, desde projetos em fase inicial até projetos próximos do encerramento financeiro. Os promotores de projetos que procuram apoio da REPP devem ter investido no seu próprio projeto. Todos os projetos precisam de demonstrar benefícios significativos para o desenvolvimento sustentável das comunidades e do país anfitrião, além de contribuir para a redução da pobreza. O projeto também deve demonstrar “adicionalidade”, ou seja, que o projeto não alcançaria o encerramento financeiro sem o apoio da REPP.

Localização: os países inicialmente visados ao apoio da REPP incluem: Benim, Burquina Faso, Burundi, Chade, Camarões, Costa do Marfim, Etiópia, Gana, Quénia, Libéria, Madagáscar, Malawi, Mali, Moçambique, Nigéria, Ruanda, Senegal, Serra Leoa, Tanzânia, Togo e Zimbabué. Outros países elegíveis na África Subsariana incluem: Angola, Cabo Verde, República Centro-Africana, Comores, República Democrática do Congo, Guiné Equatorial, Eritreia, Gâmbia, Guiné, Guiné-Bissau, Lesoto, Mauritânia, Níger, República da Congo, São Tomé e Príncipe, Somália, Sudão do Sul, Sudão, Suazilândia e Zâmbia.

Tecnologia: as tecnologias de energia renovável elegíveis para apoio da REPP incluem: energia solar fotovoltaica ligada à rede, energia solar fotovoltaica não conectadas à rede elétrica (mini-redes e sistemas solares domésticos), energia hidroelétrica de fio de água, energia eólica terrestre, geotérmica, biomassa, biogás e energia a base de resíduos.

Tamanho: a REPP apoia projetos de pequenas a médias dimensões de 1 MW a 25 MW de capacidade de produção de energia. A exceção é para projetos eólicos, que podem chegar a 50 MW. Para projetos abaixo de 1 MW, a REPP pode agregar vários projetos para atingir o limite mínimo.

Quem está a financiar a REPP e qual o financiamento disponível?

O Departamento de Negócios, Energia e Estratégia Industrial do governo do Reino Unido (BEIS) forneceu um financiamento de 148 milhões de libras à REPP.

Quem é o gestor da REPP?

A REPP é gerida pela Camco Clean Energy (Camco), líder global em financiamento de projetos de energia sustentável. A posição sólida de longa data da Camco no setor de energia renovável em África permite à empresa oferecer aos promotores e patrocinadores de projetos uma plataforma fiável de acesso global e presença local, permitindo que encontrem as soluções de financiamento certas para desenvolver e criar projetos. Desde a constituição, forneceu soluções financeiras criativas a 180 projetos no valor de 15 mil milhões de dólares e em regiões tão diversas como do Madagáscar à Malásia e dos EUA a Uganda.

Qual é o objetivo da REPP?

A REPP foi desenvolvida pelo Banco Europeu de Investimento (BEI) e pelo Programas da Nações Unidas do Ambiente (anteriormente, Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) para cumprir os objetivos da ONU para Energia Sustentável para Todos (SEforALL) na África Subsariana. As suas operações são baseadas nos princípios fundamentais de:

  • apoiar projetos sólidos;
  • superar barreiras e falhas de mercado relacionadas com perceção de riscos e riscos reais em novos mercados para energia renovável;
  • garantir uma elevada relação qualidade-preço para os financiadores;
  • utilizar fundos para potenciar o investimento do setor privado;
  • reduzir os custos de desenvolvimento de projetos ao estandardizar e alinhar procedimentos de diligências (due dilligence) entre os parceiros da REPP; e
  • utilizar instrumentos existentes e plataformas de empréstimo sempre que possível.

O REPP tem um mandato para atingir as seguintes metas até 2023:

  • Aumentar a capacidade de geração de energia elétrica na África Subsariana em 123 MW;
  • Evitar 540.000 de toneladas de emissões de gases de efeito estufa; e
  • Fornecer o primeiro acesso a energia limpa a 357.000 de pessoas.